• Asonet Ocupacional

7 doenças que mais causam afastamento do trabalho

Atualizado: Out 8

As doenças causadas no ambiente de trabalho geram conseqüências para o patrão e para o empregado. O funcionário, permanece com o desconforto da doença, prejudicando seu desempenho. O empregador, com  afastamento do colaborador e a diminuição no rendimento da empresa.

Por isso, deve-se ficar atento as condições de trabalho dos funcionários e a empresa precisa fornecer o que for necessário para que tudo ocorra bem. Estar monitorando a saúde dos colaboradores também é essencial. Isso por que, diversas doenças não são físicas, necessitando de exames.

Algumas doenças laborais são mais comuns do que imaginamos e causam afastamento do trabalho por dias ou até mesmo meses.  Por isso, separamos as 7 doenças que mais causam afastamento do trabalho para que sua equipe fique atenta.

Dor nas costas

A dornas costas é um dos principais motivos de afastamento do trabalho. Estima-se que ela é responsável por 160 mil afastamentos anuais. O seu combate é simples, necessitando apenas da atenção da equipe de ergonomia para orientar os colaboradores sobre a postura correta.

Lesões no joelho

O segundo sintoma mais frequente são lesões no joelho. A ausência de exercícios e a permanecer o dia inteiro sentado em escritórios, clinicas ou atendimento ao público afetam as articulações. As lesões também podem ser causadas por problemas genéticos, carregamento de peso de maneira inadequada e obesidade. A equipe de ergonomia poderá ajudar em alguns casos.

Doenças do coração 

Em sua maioria problemas cardíacos estão relacionados a problemas genéticos e má alimentação. Porém, elas podem se agravar com situações de constante estresse  ocasionadas por cobrança de resultados no ambiente de trabalho. Para evitar problemas cardíacos em seus funcionários, diversas empresas estão investindo em estratégias para melhoria da qualidade de vida com a adesão da ginástica laboral e outras medidas de relaxamento.

Hérnias inguinais

As hérnias inguinais ocorrem na região da virilha são responsáveis por 75% de todas as hérnias abominais. Elas atingem mais homens do que mulheres. Em média, 25% mais. Por não estarem ligadas diretamente ao ambiente de trabalho, as empresas não adotam medidas preventivas às hérnias inguinais. A doenca pode ser detectada através de um simples exame de rotina.

Depressão e estresse

A intensa cobrança por resultados aumenta o estresse, podendo se transformar em depressão. A patologia pode se desenvolver com mudanças de humor, tensão no trabalho e ansiedade. A confirmação ocorre através de um diagnóstico realizado por um médico do trabalho e o afastamento pode ser de semanas ou meses, dependendo do quadro clínico do empregado.

Varizes

As varizes afetam funcionários que trabalham muito tempo em pé ou sentados. Por mais que não pareçam graves, as varizes causam inúmeros afastamentos do trabalho. A presença de uma equipe de saúde do trabalhador e segurança do trabalho pode evitar o agravamento do quadro.

Câncer de mama

Este é o único tipo de câncer que causa grande afastamento do trabalho entre as mulheres. Normalmente, está associado a genética ou má qualidade de vida.  Por isso, diversas empresas incentivam suas funcionárias através de campanhas internas a realizar o autoexame.

Então, prevenir doenças deve ser um dever da empresa e do empregado.  Para diminuir o índice de doenças em geral, o indivíduo deve optar por hábitos saudáveis e check-ups regulares. O patrão também é responsável pela garantia da saúde de seus colaboradores. Para isso, é importante contar com uma equipe de medicina e segurança do trabalho para reduzir, ao máximo, os riscos do desenvolvimento de patologias causadas pela rotina na empresa.

Fonte: INBEP.

0 visualização

Siga-nos nas redes sociais

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social

©2020 - Por Asonet Ocupacional