top of page

Como Implantar um Sistema de Gestão Ocupacional de Forma Eficiente

Atualizado: 15 de jan.


Imagem de um ambiente de escritório organizado com funcionários trabalhando, representando a implementação eficiente de um sistema de gestão ocupacional.
Sistema de Gestão Ocupacional ASONET
Neste artigo, vamos explorar o processo de implantação de um sistema de gestão ocupacional, destacando sua importância para empresas de todos os tamanhos. Desde pequenas empresas que fazem seu próprio gerenciamento até aquelas que precisam transmitir informações para o e-Social, um sistema de gestão ocupacional bem implementado pode fazer toda a diferença. Vamos analisar passo a passo como você pode criar e otimizar esse sistema para melhorar a saúde e segurança ocupacional em seu local de trabalho.

Por que a Gestão Ocupacional é Importante?

Antes de entrarmos nos detalhes da implementação, é crucial entender por que a gestão ocupacional é essencial. A saúde e a segurança dos funcionários são fundamentais para o sucesso de qualquer empresa. A implementação de um sistema de gestão ocupacional adequado ajuda a reduzir acidentes de trabalho, doenças ocupacionais e promove um ambiente de trabalho mais saudável.


Passo 1: Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR)

O primeiro passo na implementação de um sistema de gestão ocupacional eficiente é desenvolver um Programa de Gerenciamento de Riscos. Este programa deve identificar, avaliar e controlar os riscos ocupacionais em seu local de trabalho. Certifique-se de que ele atenda às normas regulatórias aplicáveis.


Passo 2: Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) - NR-7

O PCMSO é uma parte vital de um sistema de gestão ocupacional. Ele envolve a realização de exames médicos periódicos para funcionários, identificando qualquer problema de saúde relacionado ao trabalho. Certifique-se de seguir a Norma Regulamentadora NR-7 para cumprir os requisitos legais.


Passo 3: ASO - Exame Clínico

Os Exames Clínicos Admissionais, Periódicos e de Retorno ao Trabalho são uma parte essencial do PCMSO. Eles ajudam a determinar se um funcionário está apto para desempenhar suas funções com segurança.


Passo 4: Marcar Consultas Online

Facilite o agendamento de consultas médicas para seus funcionários, tornando-o acessível online. Isso economiza tempo e garante que os exames e avaliações sejam realizados pontualmente.


Passo 5: Resultados Online

Disponibilize os resultados dos exames e avaliações médicas online para que os funcionários possam acessá-los facilmente.


Passo 6: Custódia do Acervo Médico

Mantenha um registro seguro e organizado de todos os registros médicos dos funcionários. Isso é vital para garantir a conformidade com regulamentações e para a segurança das informações.


Passo 7: Relatório Anual

Prepare um relatório anual abrangente que resuma as atividades do sistema de gestão ocupacional ao longo do ano. Isso ajuda na avaliação e no aprimoramento contínuo do sistema.


Grau de Risco Médio

Esses passos são ideais para empresas com um grau de risco médio. Garanta que todos os funcionários estejam cientes das políticas e procedimentos relacionados à gestão ocupacional.


Grau de Risco Médio e Grande

Para empresas com um grau de risco médio a grande, é necessário abordar questões adicionais, incluindo:


Passo 8: Insalubridade - NR 15

Certifique-se de cumprir as normas da NR 15 relacionadas à insalubridade no ambiente de trabalho.


Passo 9: Periculosidade - NR 16

Se aplicável, atenda aos requisitos da NR 16 relacionados à periculosidade.


Passo 10: LTCAT Previdenciário

O Laudo Técnico das Condições Ambientais do Trabalho (LTCAT) é fundamental para determinar aposentadorias especiais. Certifique-se de que este documento esteja em conformidade com as normas.


Passo 11: Análise Ergonômica - NR 17

Para empresas de médio a grande porte, é importante realizar uma análise ergonômica do ambiente de trabalho para garantir a saúde dos funcionários.


Passo 12: NR 1 - Ordem de Serviços

Cumpra os requisitos da NR 1 relacionados à ordem de serviços.


Passo 13: PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário

Mantenha registros precisos do PPP para funcionários que atuam em condições especiais.


Passo 14: Conectividade e Transmissão

Certifique-se de que os dados relacionados à gestão ocupacional sejam transmitidos de forma eficiente e segura.


Passo 15: Avaliação Global das NRs

Finalmente, faça uma avaliação global para garantir que todas as normas regulamentadoras relevantes estejam sendo cumpridas.


Concluir a implementação de um sistema de gestão ocupacional pode ser uma tarefa complexa, mas os benefícios para a saúde e segurança dos funcionários e para a conformidade legal são inegáveis.


Quer saber mais sobre como a ASONET pode ajudar a implementar um sólido sistema de gestão ocupacional na sua empresa? Entre em contato conosco hoje mesmo! Estamos aqui para responder às suas perguntas e oferecer soluções personalizadas para suas necessidades específicas. Não deixe a segurança e a saúde dos seus funcionários em segundo plano. Clique no link abaixo e comece a transformar seu local de trabalho agora:https://www.asonet.com.br/parceirodenegocios



Por que a gestão ocupacional é importante para empresas de todos os tamanhos?


A gestão ocupacional é importante porque ajuda a proteger a saúde dos funcionários e garante a conformidade com regulamentações legais.

Quais são os passos essenciais para implementar um sistema de gestão ocupacional?

Qual é a diferença entre empresas de grau de risco médio e grande em termos de gestão ocupacional?

O que é o LTCAT Previdenciário?


0 visualização0 comentário
bottom of page