• Asonet Ocupacional

7 dicas sobre o uso do EPC para evitar acidentes de trabalho

Atualizado: Out 8

Qualquer estabelecimento precisa estar atento as normas de segurança. Seja uma pequena loja ou uma multinacional, todo local de trabalho tem seus riscos. E para evitar acidentes, existem as normas estabelecidas pelo Ministério do Trabalho.

Mas hoje, falaremos a respeito de uma norma responsável pela proteção coletiva dos trabalhadores. Estas normas mudarão de acordo com a atividade exercida pelo trabalhador. A principal norma neste caso, é a NR 06, que aborda o uso do EPC (equipamento de proteção coletiva). A partir de hoje, comece a planeja-los com mais carinho.

Isso porque, o uso do EPC torna-se mais efetivo do que o próprio EPI (equipamento de proteção individual) já que o seu foco é evitar acidentes de trabalho. Os EPIs são efetivos na prevenção de lesões e doenças do trabalho e dependem da atitude de cada funcionário. Mas atenção: utilize os dois sempre em conjunto já que um equipamento complementará o outro.

Entre os principais EPCs estão os cones e faixas de segurança, placas de sinalização, sensores de presença, sirenes e alertas luminosos, cadeados e garras de bloqueio, bloqueios de disjuntores, entre outros.

Como o uso do EPC evita acidentes?

Teoricamente, tudo funciona bem mas e na prática? Veja alguns tipos de EPC e como contribuirão para a segurança dos colaboradores:

  1. Cones e correntes de segurança: Estes itens tem o objetivo de sinalizar os trabalhadores que determinada área está restrita ou que possui perigos não evidentes. Assim, ele chama a atenção dos colaboradores para que tomem cuidado ou evitem esta área.

  2. Placas de sinalização, sirenes, alarmes e alertas luminosos: Eles podem atuar junto aos cones e correntes para chamar a atenção dos trabalhadores. As placas de sinalização deverão ser colocadas em máquinas e equipamentos e instalações. Além disso, são úteis para explicar aos trabalhadores como operar equipamentos.  Para que chame a atenção, a sinalização precisa utilizar cores, símbolos e até mesmo sinais luminosos e sonoros. Estes sinais tem o objetivo de chamar a atenção para a execução de alguma atividade de risco.

  3. Sistema de ventilação e exaustão: O seu uso é destinado a eliminar gases, vapores ou poeiras contaminantes. Ele pode evitar doenças causadas pelo excesso de pó, gases tóxicos ou venenosos e vapores. Estes sistemas atuam para diluir concentrações de gases, vapores e promover conforto térmico ao trabalhador.

  4. Dispositivos de bloqueio e etiquetagem: Somente desligar uma máquina e iniciar a manutenção pode ser muito perigoso então, para isso existe o cadeado de segurança. Seu objetivo é impedir o religamento mecânico e elétrico de máquinas, equipamentos e painéis eletrônicos. Essa medida é necessária pois algum outro trabalhador poderia religar a máquina durante o concerto. Estes cadeados de bloqueio deverão estar acompanhados de etiqueta de bloqueio ou identificação com data e horário do bloqueio, nome do responsável e motivo.

  5. Garras de bloqueio: Assim como os cadeados, as garras de bloqueio são utilizadas para travamento de válvulas e disjuntores em geral. Seus seis furos permitem que até seis pessoas bloqueiem uma única fonte de energia. Com isso, garante-se maior agilidade no bloqueio e segurança aos operadores. O equipamento só é liberado depois que todos os envolvidos tenham concluído e retirado seus respectivos cadeados e etiquetas, aumentando a segurança e eficácia do processo de bloqueio.

  6. Comando bimanual de acionamento: Este dispositivo obriga que o operador mantenha suas mãos em local seguro durante o ciclo de uma maquina. Isso porque, o acionamento somente ocorre por meio de dois botões que precisam ser pressionados simultaneamente.

  7. Detectores de fumaça e sprinkles: Este equipamento alerta para a presença de fumaça no ambiente e também, auxilia contra incêndios. Os detectores de fumaça funcionam como um alerta ao fogo, produzindo um aviso sonoro ao detectar. Os sprinkles liberam água no ambiente quando detectam uma temperatura elevada.

Sempre alerta

Estes são os principais Equipamentos de Proteção Coletiva utilizado nas empresas. Caso necessário o aperfeiçoamento no uso do EPC, realize um treinamento de seus colaboradores. Mas nunca se esqueça de inspecionar se o uso está ocorrendo da forma correta e fornecer a manutençao a estes equipamento.

Fonte: Saúde Ocupacional.

0 visualização

Siga-nos nas redes sociais

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social

©2020 - Por Asonet Ocupacional