A hora é de investir na gestão de SST e nas obrigações com o eSocial



A legislação sobre Saúde e Segurança do Trabalhado (SST) vem passando por mudanças importantes no Brasil. E estas transformações aumentam a responsabilidade dos empregadores com a integridade de seus colaboradores.


Para se manter em dia com todas as obrigações legais e proteger, de forma efetiva, os trabalhadores, é indispensável investir em um sistema de gestão de SST. Isso significa pensar e agir a área de forma integrada e coordenada.


Mas o que envolve a gestão de SST? E quais as alterações que estimulam a valorização dos cuidados com a saúde e segurança do trabalhador? Uma das mudanças mais importantes diz respeito a inclusão do SST entre as obrigações do eSocial.


SST no eSocial

As atualizações recentes das NRs exigem atenção dos empregadores na gestão da saúde e segurança do trabalho. Porém, o que mais tem preocupado as empresas é o cronograma de inclusão dos eventos de SST no eSocial.


Na realidade, esta inclusão não gerou novas obrigações aos empregadores. No entanto, exige atualização permanente da documentação que precisa ser enviada ao Governo Federal. E, para garantir que todos os dados estarão sempre em dia, é fundamental que a empresa invista na gestão do setor.


Além disso, é importante lembrar que o eSocial não exige o envio da totalidade das obrigações de SST devidas pelo empregador. Hoje, são basicamente, 3 as declarações de SST que devem ser transmitidas pelo sistema:


  • 1º gestão de riscos e saúde

  • 2º CAT

  • 3º Atestados


Porém, para manter-se atualizado com o eSocial as empresas precisam tratar SST como um processo de gestão contínuo e integrado. Ele envolve diferentes áreas de empresa, e precisa contemplar desde o planejamento das ações até o monitoramento dos resultados.


Benefícios da gestão de SST

Ou seja, mais do que nunca, a gestão de SST não deve ser encarada somente como uma obrigação legal da empresa. Quando isso acontece, o empregador se preocupa apenas em “manter a papelada em dia” e evitar multas. Isso não garante, automaticamente, a segurança dos trabalhadores.


Quando se investe em gestão de SST de verdade, além de proteger a empresa contra multas e autuações, se garante a integridade da sua força de trabalho. E isso gera muitos benefícios à organização, como:


  • Melhoria na produtividade

  • Aumento da competitividade

  • Redução de custos com seguros e acidentes

  • Melhoria do clima organizacional

  • Prevenção de multas a ações judiciais


Para adequar sua empresa as exigências atuais de SST, uma estratégia eficaz é contar com a ajuda de uma consultoria especializada. A Asonet Ocupacional tem mais de 20 anos de atuação no mercado e pode oferecer o suporte necessário para esta adaptação.


Com soluções sob medida para a sua empresa, podemos auxiliar a organizar suas rotinas e atender às demandas legais, garantindo também a saúde e o bem-estar de seus colaboradores.


Lembre-se que SST não é uma despesa, mas um investimento na competitividade do seu negócio.

Então, entre em contato com um de nossos consultores e saiba mais sobre como podemos ajudar.

10 visualizações0 comentário