• Asonet Ocupacional

Cinco erros que podem prejudicar o bem-estar no ambiente de trabalho e como evitá-los

Atualizado: Out 8

Se você é dono de uma empresa certamente um dos seus maiores desejos é que o seu negócio cresça e prospere. Mas, nesse sentido, uma organização só consegue atingir suas metas de expansão quando valoriza e incentiva seus funcionários. Apesar dessa ser uma premissa básica, muitas empresas acabam cometendo erros que podem prejudicar o bem-estar no ambiente de trabalho e, consequentemente, derrubar a produtividade da equipe e sua capacidade de entregar valor para o mercado. Portanto, identificar os pontos que estão prejudicando a eficiência da sua empresa é o primeiro passo para agir e aumentar a eficiência dentro da operação.

Fato é que quando um funcionário está desmotivado ele entrega menos resultado. Além disso, para os colaboradores, a saúde e a segurança estão entre as demandas mais importantes no sentido de motivação, bem-estar e qualidade de vida. Uma pesquisa feita pela consultoria global GPTW – dona do selo Great Place to Work (melhores empresas para se trabalhar) – aponta que 67% dos funcionários se sentem mais produtivos quando trabalham em empresas que investem em um ambiente saudável.

Quando uma organização atende todos os parâmetros de segurança ela fica mais próxima de conquistar o selo Great Place to Work e ser listada no ranking anual de melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Fornecer um ambiente seguro e agradável é responsabilidade de toda empresa. As normas de saúde e segurança não são optativas e, independente do porte ou segmento do negócio, é preciso cumprir com as obrigações legais.

O que é o Ranking GPTW?

Criado pela consultoria de mesmo nome, o selo Great Place to Work é referência global em termos de qualidade de vida dentro do ambiente de trabalho. Ao todo, cerca de 1500 empresas já foram certificadas em todo o mundo e a organização já avaliou mais de 117 mil boas práticas.

Dentro dos parâmetros que o selo avalia, a saúde e a segurança estão entre os requisitos básicos. E, claro que, quanto mais uma empresa atende a todos os parâmetros e adota as melhores práticas estabelecidas pelo ranking GPTW, menor a probabilidade dela cometer erros que podem prejudicar o bem-estar no ambiente de trabalho.

Queremos ajudar todos os nossos clientes a proporcionar um ambiente de trabalho, seguro, saudável e produtivo. Por isso, listamos cinco erros aos quais você deve ficar atento para evitar e corrigir dentro da sua empresa.

Quais são os cinco principais erros que podem prejudicar o bem-estar no ambiente de trabalho?

Instalações inadequadas


Parece óbvio, mas muitas empresas deslizam nesse que é um dos requisitos mais básicos. Por isso, fornecer instalações de trabalho adequadas é o primeiro alerta que iremos fazer em relação a um ambiente de trabalho que promove o bem-estar. Fique atento a quantidade de banheiros em relação a quantidade de profissionais. Outro fator importante é levar em conta a iluminação dos ambientes. A ergonomia de todos os funcionários em relação às atividades desempenhadas e em relação aos equipamentos utilizados. A segurança das instalações também entra nesse quesito. Esteja em dia com a manutenção de equipamentos, conservação do edifício e das instalações elétricas.

Clima organizacional e qualidade de vida

Trabalhar em um ambiente agradável, faz parte de uma demanda cada dia mais importante para qualidade de vida do funcionário e sua motivação. Portanto, esse acaba se tornando um requisito indispensável quando estamos falando sobre bem-estar e saúde do trabalho. Um ambiente harmonioso, incentiva a capacidade criativa das pessoas ao mesmo tempo que evita que o funcionário tenha crises de estresse e desenvolva a síndrome de burnout – exaustão por excesso de trabalho. De acordo com a pesquisa feita pelo GPTW mais de um terço dos trabalhadores afirmam que baixa qualidade de vida impacta negativamente em sua produtividade.

Afinidade com o trabalho – Propósito

Trabalhar com aquilo que ama talvez seja a melhor maneira de se sentir motivado com em relação ao trabalho. Afinal, não tem nada melhor do que saber que ao desempenhar suas funções dentro da empresa você está também contribuindo para algo que acredita e fortalecendo seus valores e estilo de vida. Apoiar o funcionário na busca por propósito e permitir que ele concretize esse desejo é uma maneira muito eficiente de aumentar o engajamento com o trabalho. Outra vantagem é que quanto maior o índice de felicidade, satisfação, bem-estar e segurança que uma pessoa possui em relação ao ambiente de trabalho, menor são os índices de absenteísmo.

Valorização e reconhecimento

Esse é um dos pilares para construção de um ambiente de trabalho que será reconhecido como Great Place to Work. Quando os funcionários se sentem valorizados e reconhecidos pelo trabalho que desempenham, eles se sentem entusiasmados em relação a empresa. Mas, infelizmente, muitas empresas falham na hora de identificar e prestigiar as habilidades técnicas e comportamentais que enaltecem o desempenho do funcionário. Você sabia que investir em saúde e segurança, apostando nas melhores práticas desse segmento, é uma maneira de mostrar para seu funcionário que você se importa com ele e reconhece tudo o que ele faz pela empresa? Confira o artigo que postamos no começo desse ano falando sobre como uma gestão de saúde ajuda na melhoria do ambiente de trabalho.

Governança corporativa

Ignorar o propósito empresarial e a gestão profissional também é um dos erros que podem prejudicar o bem-estar no ambiente de trabalho. Isso porque se a empresa não é organizada e não acompanha seu desenvolvimento e desempenho ela certamente acaba cometendo outros erros. Muitos, inclusive, podem estar ligados aos parâmetros de saúde e segurança. O mesmo levantamento já citado, feito pela GPTW, mostra que 67% das empresas não acreditam que programas de bem-estar ajudem a reforçar sua missão e visão. Esse é um erro que precisa ser desmistificado o quanto antes. Investir em gestão profissional e gestão de saúde é fundamental para fortalecer a atuação da empresa e reforçar sua missão perante o mercado.

Como adotar uma gestão de saúde?

Ao implementar uma gestão de saúde, focada no bem-estar e na qualidade de vida dos funcionários a empresa está potencializando o ambiente de trabalho e garantindo mais produtividade para o negócio. Infelizmente, ainda existem muitas empresas que consideram o investimento em saúde ocupacional apenas uma obrigação legal. Essas empresas não apostam na gestão de saúde como algo estratégico para o crescimento do negócio.

Para adotar uma gestão de saúde eficiente capaz de levar a empresa para outro nível, o primeiro passo é estudar os pontos de deslize e identificar os erros que a organização está cometendo. Sendo assim, uma avaliação interna, passando por todos os pontos citados neste artigo e considerando outros fatores, é indispensável.

Acompanhar as mudanças na lei e agir de maneira rápida dentro do programa interno de medicina do trabalho é o segundo passo. A empresa pode fazer isso internamente ou então contratar uma consultoria de saúde e terceirizar essa gestão. Atualmente, existem diversas consultorias especializadas em medicina do trabalho. Essas empresas mantêm um quadro de funcionários e um consultório sempre equipado. Ao optar pela terceirização, a empresa enxuga os gastos, aumenta o suporte qualificado e diminui os custos.

Fale com a ASONET

Se você se interessou pela contratação de uma consultoria na área de medicina do trabalho, entre em contato com a ASONET. Somos pioneiros na prestação de serviços na área de gestão de saúde ocupacional e estamos constantemente acompanhando a legislação e atualizando todos os nossos clientes para mantê-los dentro dos parâmetros exigidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Este artigo foi escrito por Juliana Colognesi

Siga-nos nas redes sociais

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social

©2020 - Por Asonet Ocupacional