top of page

Os erros que as empresas cometem em Medicina do trabalho



A medicina do trabalho cuida da prevenção de doenças e do controle dos riscos ambientais nos espaços de trabalho. Trata-se de uma obrigação legal das empresas, que precisam seguir uma série de normas e zelar pela saúde e segurança dos seus colaboradores.


Além de cumprir com todas as regulamentações legais, ao investir na medicina do trabalho o empregador também tem ganhos de produtividade. Afinal, a saúde e o bem-estar dos colaboradores sempre impulsiona o seu rendimento.


Porém, muitas empresas ainda têm dificuldades em colocar em prática suas estratégias de SST, e terminam por cometer alguns equívocos que comprometem esse trabalho.


Confira neste post, alguns erros comuns em medicina do trabalho que podem colocar em risco a saúde dos colaboradores e causar prejuízos à sua empresa:


Ignorar as exigências legais

Independentemente do porte ou do setor em que atua, todo o empregador precisa observar uma série de exigências legais quanto à medicina do trabalho. Exemplos destas obrigação são procedimentos com a instituição do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), a produção de documentos como o Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) e a disponibilização de EPIs aos colaboradores.


Além de colocar em risco a saúde dos seus funcionários, não observar estas regras pode ocasionar problemas e penalizações legais aos colaboradores.


Não estabelecer estratégias de SST

Porém, simplesmente cumprir normas não é o suficiente para uma boa gestão de medicina do trabalho. É preciso estabelecer estratégias de SST que garantam resultados positivos na prevenção de doenças ou acidentes e na conscientização dos colaboradores.


São estas ações que vão melhorar o ambiente e as condições de trabalho, resultando em um ganho significativo no bem-estar dos colaboradores e na produtividade da empresa.


Deixar de monitorar a saúde dos colaboradores

O objetivo da medicina do trabalho é proteger os colaboradores contra doenças e riscos da atividade laboral. Assim, não basta cumprir exigências legais sem certificar-se de que elas garantem retorno efetivo à saúde dos funcionários.


O empregador precisa monitorar constantemente os colaboradores, certificando-se do seu bem-estar e do desempenho de suas estratégias de SST. Além dos exames periódicos, é preciso verificar todos estão engajados em uma cultura de saúde e segurança e adotando as medidas preventivas em suas rotinas laborais.


Não investir em prevenção

A prevenção é a principal ferramenta para garantir a saúde dos colaboradores. Ela envolve identificar fatores de risco, oferecer aos colaboradores os meios para que trabalhem de forma segura e conscientizá-los sobre a importância de cuidar da saúde no ambiente de trabalho.


Estes são alguns exemplos de erros em medicina do trabalho que podem comprometer os resultados da sua empresa. Uma forma de evitá-los, é contar com o suporte de uma consultoria especializada em Saúde e segurança do trabalho, que pode ajudar a traçar e executar as melhores estratégias para proteger seus colaboradores.


Com mais de 20 anos de experiência neste mercado, a Asonet Ocupacional pode ajudar sua empresa a manter-se em dia com as obrigações legais vinculadas à medicina do trabalho. E garantir, também, a melhoria do desempenho dos seus colaboradores.


Entre em contato com um de nossos consultores e saiba como podemos ajudá-lo a proteger a saúde de seus colaboradores.


12 visualizações0 comentário
bottom of page