top of page

Quais os principais desafios na visão do GESTOR do SESMT


 

O primeiro ponto a destacar é a rotatividade da equipe e a falta de continuidade das ações programadas em saúde e segurança ocupacional.

A substituição de um dos membros (médico, engenheiro, técnicos), mesmo que não sejam constantes, pode afetar a eficácia das políticas e práticas de prevenção, mas é a equipe de apoio operacional que organiza e o acompanha a padronização dos processos pertinentes a legislação brasileira.




Vale ressaltar que a equipe de apoio operacional tem papel importante na manutenção das informações da área técnica, no sistema de gestão ocupacional: configuração e parametrização do software, gestão documental, gestão de contas médicas, homologação de fornecedores credenciados, custódia do acervo médico. A consultoria pensa na organização dos processos e resulta numa administração mais eficiente no controle de custos das despesas relacionadas à gestão ocupacional




Com a terceirização, a empresa evita a dependência de funcionários específicos para realizar os processos relacionados à gestão ocupacional.


Caso um funcionário se desligue, a consultoria é responsável por garantir a continuidade das atividades.


A consultoria assume as responsabilidades operacionais da gestão ocupacional, liberando os membros internos do SESMT para se concentrarem em suas funções principais




Economizando recursos: Contratar uma consultoria para gestão ocupacional pode ser mais econômico do que manter um departamento interno dedicado a essa função. A empresa não precisa arcar com custos de contratação e treinamento de funcionários especializados, nem com a infraestrutura necessária para a gestão ocupacional.

5 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page