• lisianegdias

Franquias: porque é importante conhecer a COF antes de investir


As franquias são uma opção de investimento em alta no Brasil. A segurança de se investir em um mercado já consolidado, contando com o suporte do franqueador para conduzir o negócio são algumas das características que atraem os investidores para o franchising.


E é na Circular de Oferta de Franquia, a COF, que o candidato a franqueado encontrará detalhes sobre todas as condições que embasarão o seu investimento. Por isso é fundamental saber como avaliar o documento.


Neste post, vamos explicar o que é a COF e quais os pontos mais importantes de se analisar nele antes de assinar o seu contrato de franquia. Confira.


O que é a COF

A apresentação da COF é uma etapa obrigatória durante o processo de negociação de uma franquia. Ela está prevista e detalhada na Lei º 13.966/2019, conhecida como a Lei das Franquias. O franqueador tem a obrigação de apresentar o documento a quem demonstra o desejo de adquirir sua franquia antes da assinatura do contrato.


Para cumprir a legislação e garantir total transparência a negociação, a COF deve ser o mais clara e detalhada possível. Por meio dela, o investidor conseguirá visualizar de que forma se dará a operação do negócio, caso decida fechá-lo.


O que deve constar

Para auxiliar de forma efetiva na decisão do investidor, a COF deve servir como uma verdadeira radiografia do negócio. O documento precisa conter desde a apresentação completa da empresa, incluindo seus balanços e demonstrações financeiras e eventuais pendências judiciais até a identificação de seus parceiros e franqueados.


Sobre o negócio propriamente dito, a COF detalha o que a empresa faz e quais as atividades caberão ao franqueado. Também mostra o perfil desejado para gerir a unidade, todos os investimentos e taxas necessários e diretrizes quanto à localidade e à área de atuação da franquia.


Por fim, o documento deve especificar o tipo de suporte que o franqueador oferece ao investidor e uma relação de todos os seus franqueados, tanto os que estão em operação quanto os que já deixaram o negócio.


Como analisar a COF

Como você pode ver, a COF tem a função de embasar a decisão de quem pretende adquirir uma franquia, permitindo projetar com certa precisão como o negócio se desenvolverá. Mas é importante saber utilizar as informações do documento a seu favor.


A Lei das Franquias exige que a COF seja entregue ao candidato pelo menos dez dias antes da assinatura do contrato. Aproveite este tempo para estudar o documento com tranquilidade, identificando todos os riscos e oportunidades do investimento.


É recomendável que um advogado de sua confiança avalie a COF e emita um parecer jurídico sobre o negócio. Um consultor de investimentos especialista em franquias também pode ajudar nesta análise. O importante é não ter nenhuma dúvida sobre o negócio na hora de assinar o contrato.


Esperamos que este conteúdo tenha esclarecido suas dúvidas sobre o que é a COF e qual a sua importância. E aproveitamos para lembrar que optando por uma franquia da Asonet você investirá em uma área extremamente promissora neste momento, a saúde ocupacional, por meio de uma marca com mais de 20 anos de experiência de mercado.


Então, que tal agora entrar em contato com um de nossos consultores e saber mais sobre a franquia da Asonet Ocupacional?

21 visualizações0 comentário

Siga-nos nas redes sociais

  • Facebook ícone social
  • Youtube Asonet
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social
© Copyright ASONET Ocupacional | Todos os direitos reservados.