O que é o ESG e qual sua relação com a segurança do trabalho




As políticas sociais, ambientais e de governança das empresas estão ganhando cada vez mais impacto no desempenho das organizações. Clientes e investidores vêm considerando conceitos de ESG na hora de escolher as empresas com as quais desejam se relacionar.


Nessa realidade, voltada para a sustentabilidade ambiental e social, as práticas de saúde e segurança do trabalho têm ainda mais importância. Mas afinal, o que representa o ESG e de que forma ele está vinculado às iniciativas de SST da sua empresa?


O que é o ESG

Podemos definir o ESG como um conjunto de boas práticas de uma organização do ponto de vista da sustentabilidade. A sigla para Environmental, Social and Governance refere-se aos pilares ambiental, social e de governança, nos quais as organizações devem focar.


O termo ESG tem origem no mercado de capitais. Ele se tornou referência aos investidores na análise das práticas sustentáveis das organizações onde planejam investir. Empresas que ignoram esta realidade e não investem em práticas sustentáveis já são consideras inseguras para receber investimentos.


Embora a preocupação com a sustentabilidade não seja uma novidade, o ESG alterou o seu patamar de relevância para os negócios. A ponto de ser considerado indispensável para garantir competitividade e valorização às empresas. Atualmente, já existem fundos de investimento direcionados exclusivamente para empresas com desempenho positivo em ESG.


ESG Social

O pilar social do ESG diz respeito às relações da empresa com a comunidade na qual ela está inserida. Isto inclui todos os seus stakeholders, como clientes, fornecedores e colaboradores. Contam pontos para a empresa as práticas que foquem no bom relacionamento com a comunidade, respeito aos direitos dos clientes e aos direitos humanos, por exemplo.


Da mesma forma, as políticas de recursos humanos são extremamente importantes. O respeito à sua força de trabalho é um aspecto bastante positivo no pilar social do ESG. Empresas que observam os direitos trabalhistas e valorizam os colaboradores com remuneração justa e pacote de benefícios são melhor avaliadas pelo mercado.


A gestão de saúde e segurança do trabalho também se enquadra no pilar social do ESG. E conta muito nesta avaliação. Prevenção de acidentes, conscientização dos colaboradores e gerenciamento de riscos são algumas das iniciativas que fazem a diferença.


Porém, não basta à empresa manter-se em dia com as legislações que ditam as normas de SST. É preciso garantir, efetivamente, o bem-estar dos colaboradores. Isso pode ser medido por meio de indicadores como taxas de acidentes, número de doenças ocupacionais e absenteísmo, entre outros.


Ou seja: zelar pela saúde e pela segurança dos seus colaboradores melhora não apenas a produtividade do seu negócio. Também tem impacto positivo na reputação da empresa e na sua valorização frente ao mercado.


E esta tarefa pode ser muito mais eficaz quando se conta com o suporte de uma consultoria especializada em segurança e saúde do trabalho. Com mais de 20 anos de experiência, a Asonet Ocupacional pode auxiliar sua empresa em todos os processos de sua política de SST.


Entre em contato com um de nossos consultores e saiba mais sobre como podemos ajudar sua empresa.

53 visualizações0 comentário